A FARRA CRIMINOSA DA ROUANET NA ERA PT

0
6806

Luis Alberto C. Machado

19 de Novembro de 2021.

 

 

 

Operação Boca Livre: Durante os governos de esquerda, a farra da Lei Rouanet não conheceu limites, como era de se esperar.

 

Somente em um dia, durante uma única operação da Polícia Federal, foram presas 14 pessoas acusadas de fraudes contra o Ministério da Cultura e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, causando desvios calculados em R$180.000.000,00 (CENTO E OITENTA MILHÕES) ao longo de quinze anos. Em 28 de Junho de 2016, às vésperas do impeachment de Dilma Rousseff, a Operação Boca Livre cumpriu, além das 14 prisões, mais 37 mandados de busca e apreensão entre São Paulo, Rio e Brasília. Em Outubro do mesmo ano, mais 29 mandados foram cumpridos no âmbito da operação.

 

Os desvios eram realizados através de projetos culturais que nunca foram realizados. Diversos carros de luxo e imóveis foram sequestrados, bem como contas bancárias bloqueadas. Diversas empresas foram investigadas por suspeita de participação no esquema.

 

O caso emblemático demonstra, muito bem, o que ocorre quando não existe fiscalização, seja por incompetência ou por cumplicidade, na aplicação de recursos públicos de fomento à cultura. Não se trata, apenas, de utilizar mal o dinheiro, financiando artistas milionários e projetos sem qualidade, mas também de responsabilidade e critério objetivo para aprovação dos projetos. A forma relativamente tosca como foram praticadas as fraudes, leva a refletir sobre como devia ser ineficiente, ou corrupta, a análise de tais projetos.

 

O Governo Bolsonaro é diariamente atacado na velha imprensa, justamente porque acabou com esse carnaval, deixando muitos artistas e canais de comunicação de barriga vazia de financiamento público.

 

 

Fontes:

 

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/06/policia-federal-faz-operacao-contra-desvios-da-lei-rouanet.html

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Impeachment_de_Dilma_Rousseff

 

https://noticias.terra.com.br/brasil/politica/presos-na-operacao-boca-livre-chegam-ao-predio-da-justica-federal-em-sao-paulo,be6b6fd215af07aad2137192641711d1229yxtw3.html