Crise: Globo vende sede de São Paulo e pagará aluguel

0
4219

A TV Globo vendeu para a Vinci Real Estate todo o seu complexo de imóveis onde funciona a sede da emissora em São Paulo.

Essa não é a primeira operação em que a Globo se desfaz de imóveis. Em novembro, o Conselho de Administração de Defesa Econômica (Cade) aprovou a venda de 17 torres da emissora, através do Brasil, para o grupo IHS Brasil, subsidiária da IHS nigeriana.

No prédio são gravados o SP1 e SP2, o jornal regional de São Paulo, em um estúdio envidraçado, que tem como fundo a Ponte Estaiada. Também são gravadas no mesmo estúdio algumas inserções da GloboNews.

São aproximadamente 39 mil m² de área bruta, 56 mil m² de área construída, tudo isso em um imenso terreno com mais de 43 mil m². O prédio principal leva o nome de Edifício Jornalista Roberto Marinho, o “JRM”, e foi inaugurado em 26 de abril de 2007 com seus 12 andares, e ainda há, na área, três módulos de produção, uma área de apoio, dois helipontos, e mais aproximadamente 1500 vagas de estacionamento entre subsolos e estacionamento externo.