Drogas, armas e o declínio da cidade maravilhosa

0
512

O aumento do tráfico de entorpecentes tem um efeito negativo para vida da população em geral, no Rio de janeiro, isso vem se refletindo no aumento da criminalidade, na diminuição da frequência escolar e na crise habitacional vivida pelas comunidades cariocas. Nos dias de hoje, manchetes de jornais evidenciam a escalada da marginalidade, da promiscuidade e acima de tudo do poder de grupos armados que dominam as “favelas” exercendo assim o domínio da vida na região e elevando a desigualdade social transformando-se no maior ícone da violência urbana do Brasil.

Essa situação não nasceu do dia para noite e tão pouco possui um único culpado por assim dizer. O Brasil vem sofrendo por décadas com o aumento das ideologias Marxistas, que por muitas vezes são influenciadas por ditadores que entenderam a forma mais espúria de controle: A cultura. Não por menos, essa rede ideológica espalhou-se pelos meios de comunicação, acadêmicos e intelectuais. Com a chegada da esquerda ao poder, valores como Deus, pátria e família que outrora baseavam a sociedade, perderam protagonismo no imaginário popular, diminuindo a qualidade de vida para todos ao seu redor. Essa degradação está levando a sociedade brasileira para o caos civilizacional.