URGENTE: Eduardo Paes dobra aposta contra liberdade e amplia exigência de passaporte sanitário para restaurantes, shoppings, hotéis, táxis e aplicativos; confira a lista completa

0
1536

Em decreto publicado nesta quinta-feira, a prefeitura do Rio ampliou a cobrança do passaporte sanitário. A lista de estabelecimentos em que é exigida a comprovação aumentou e, a partir de agora, será preciso apresentar o certificado para acessar shoppings, ir a áreas internas ou com cobertura de restaurantes e bares, se hospedar em hotéis e utilizar serviços de transporte individual — como táxi e aplicativos (confira a lista completa abaixo). A medida já vale a partir desta quinta-feira.

Segundo o decreto, nos casos de restaurantes, bares e lanchonetes a pessoa terá que comprovar a vacinação caso deseje ficar em ambientes internos ou que possuam qualquer cobertura. A regra para a hospedagem também vale para plataformas de locação de imóveis por temporada. A lista de novos estabelecimentos que terão de exigir a comprovação vacinal também engloba salões de beleza e estética. A exigência da comprovação é para todos os maiores de 12 anos.

Veja onde o passaporte passa a ser exigido:

Hotéis, locações de imóveis por temporada e e plataformas de hospedagem

Bares, lanchonetes, restaurantes em ambientes internos ou com qualquer cobertura;

Salões de beleza e estética;

Shopping centers e centros comerciais;

Táxis ou serviço de aplicativos de transporte de passageiros

Academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento, clubes e vilas olímpicas;

Estádios e ginásios esportivos;

Cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos

Atividades de entretenimento, como boates, casas de shows e festas

Locais turísticos, museus, exposições, aquário, parques de diversões, parques temáticos,

Conferências, convenções e feiras comerciais;