Uma luz no fim do túnel

0
167

 

Uma luz no fim do túnel

Muitos brasileiros nos dias de hoje desconhecem do danos causados por uma vida de miséria que se perpetua desde a redemocratização em 1988, porém, após 2013 houve um despertar na população civil silenciosa. Muitos jovens de comunidades carentes começaram a busca pelo “conhecimento” para que assim possam se libertar das garras do narcotráfico que hoje é o maior exterminador da juventude nacional. Esse verdadeiro BUM educacional se deu pelo aumento do evangelismo, que levado pelas igrejas, atuam no coração das favelas oferecendo uma mensagem de esperança, amor e união. Esse serviço essencial vem tomando forma em projetos sociais e escolas dominicais ministradas por diversos líderes religiosos para contrastar com a realidade vivida nas favelas espalhadas por todo território nacional. Pois, nos últimos anos toda educação de base nacional sofreu uma gigantesca degradação, fortalecendo a falta de cultura, e o acesso a serviços como: saneamento básico, segurança e saúde. Devido a essa carência, grupos armados viram um terreno fértil para cooptação de jovens para suas frentes de batalhas por assim dizer, em contrapartida, o papel da falta de cultura põe a prova valores que antes permeavam as famílias brasileiras, levando a uma carência moral e ao mundo das drogas.